Mesa 2: Representaciones estéticas del pasado reciente Coordinadores y relatores



Descargar 4,83 Mb.
Página8/14
Fecha de conversión02.07.2017
Tamaño4,83 Mb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   14

FIGURA 3, FIGURA 4 E FIGURA 5 – A Morte Do Leão Na Escola Estadual De Ensino Fundamental Justino Alberto Tietboehl.

Dimensões 11,5 cm x 17,5 cm.

Ano: 1962.

Por fim, na figura 6, o Leão apresenta-se no desfile pelas ruas da cidade de Torres. A imagem configura-se em uma fotografia instantânea, em formato médio, enquadramento retangular, com posição vertical, ainda, observa-se que a fotografia foi tirada em um ângulo que para Vilches87 resalta que esta posição transmite uma noção de hierarquia, ou seja, uma imagem de superioridade do que se fotografa, onde ocorre uma monumentalização do que se apresenta. Em primeiro plano, têm-se as rodas de um trator e de seu motorista, o trator era responsável em conduzir a alegoria pelas ruas da cidade de Torres. Em segundo plano, encontra-se uma jovem posicionada à esquerda, o leão ao centro, e uma criança à direita, contrariamente ao espaço de construção da alegoria os homens já não se fazem presentes junto ao leão, agora uma estudante permanece ao lado da alegoria segurando um chicote, neste momento ela está representada como a domadora da “fera”, a estudante esta trajada de acordo com a ocasião, mais ao fundo na direita superior os prédios ganham destaque, demonstrando o desenvolvimento da cidade e à esquerda observa-se um fotógrafo realizando a cobertura do evento, a necessidade do registro fotográfico torna-se manifesto.


FIGURA 6 - A Morte Do Leão Na Escola Técnica Industrial Professor Justino Alberto Tietboehl.

Dimensões 18,1 cm x 12 cm.



Ano: 1962.

Na sequência, serão analisadas três imagens fotográficas que pertencem à segunda análise proposta neste trabalho, as imagens seguem mais no tempo, e perpassam praticamente uma década, a instituição já não tem o mesmo nome, agora denomina-se Ginásio Industrial Professor Justino Alberto Tietboehl, isso observa-se na figura 7, onde alunas levam as iniciais da instituição, nessas imagens o que se destacam será o desfile propriamente, onde em uma das imagens o Leão que fora fabricado em 1962 reaparece, sendo utilizado novamente da mesma forma em um carro alegórico pela escola. É importante destacar que nesse momento o país encontra-se de fato em um regime militar, e deste modo, Ribeiro enfatiza que

O significado do golpe militar de 1964 tem que ser buscado não no que era afirmado em palavras, isto é, nos discursos justificadores de tal movimento, e sim nos resultados das medidas implantadas concretamente pelos governos que se seguirem a ele. 88

Portanto, Ribeiro89 salienta que é importante avaliar as mudanças implantadas no sistema de ensino brasileiro e uma dessas mudanças será a aprovação da Lei nº 5.692/71 que data de 11 de agosto de 1971, onde são fixadas as diretrizes e bases para o ensino de 1º e 2º graus, que se denominou LDB. Esta permitira a ampliação do ensino de quatro para oito anos do tempo de escolaridade obrigatória, esse aumento significativo do tempo de escolaridade está totalmente relacionado ao discurso do Brasil potência, onde uma baixa escolaridade era um dos impedimentos para o desenvolvimento almejado do país.

Logo, a figura 7, caracteriza-se por um instantâneo em preto e branco, no enquadramento retangular, na posição horizontal, e, em primeiro plano, as alunas estão portando as iniciais que correspondem ao nome da instituição, todas trajadas de maneira semelhante especialmente para a ocasião, com cores claras que denotam um sentido de organização pretendido pelo desfile cívico. Observa-se a presença da comunidade torrense que observa os alunos que desfilam pela rua, em segundo plano à esquerda encontra-se o prédio do Farol Hotel e à direita o carro com a alegoria do Leão, novamente sendo conduzido por um trator e com uma jovem domadora a seu lado, observa-se que o traje é muito semelhante ao utilizado pela domadora de 1962, revelando permanências. A figura 8 retrata outro momento do desfile, passando por uma nova rua da cidade de Torres. Caracteriza-se por uma fotografia instantânea, novamente a imagem possui em suas extremidades um papel amarelo que auxiliava a fixação da fotografia ao álbum, com um enquadramento retangular na horizontal, a imagem em preto e branco evidencia em primeiro plano, duas alunas da instituição de ensino portando a bandeira brasileira, a bandeira é levada de forma igual pelas duas jovens, as mesmas estão trajadas com uma saia branca e blusa preta, denotando a sobriedade do desfile cívico, assim, as duas jovens são seguidas por outras alunas de forma organizada e disciplinar. Em segundo plano, à esquerda um caminhão transportava outra alegoria, agora a representação de desenvolvimento torna-se patente, com a alegoria de um robô, o projeto de um país desenvolvido que alcançaria tais objetivos através de uma educação adequada as necessidade do mesmo, é referência na figura 8.

No entanto, é preciso considerar o que a imagem fotográfica não revela em sua superficialidade, o não dito, pois, o discurso de progresso que se evidencia nas fotografias não revela, de fato, o momento político pelo qual a sociedade brasileira passa. Para tanto, Menezes propõe que a fotografia dialoga em sua gênese com a visibilidade e a invisibilidade, e que, para reconhecer como essa relação ocorre é preciso percorrer pelos contextos onde a fotografia circula. Para Menezes



O visível (como, naturalmente, o invisível) representam o domínio do poder e do controle, o ver/ser visto, dar-se/não se dar a ver, os objetos de observação obrigatória assim como os tabus e segredos, as prescrições culturais e sociais e os critérios normativos de ostensão ou discrição – em suma, de visibilidade e invisibilidade.90




FIGURA 7 E FIGURA 8 – A Morte Do Leão No Ginásio

Industrial Professor Justino Alberto Tietboehl.

Dimensões 11,5 cm x17,5 cm.

Ano: de 1971.


Por fim, na figura 9, percebe-se a concretização do modelo concebido pelo regime militar. A fotografia que se apresenta em formato médio, enquadramento retangular e está na posição vertical, possui em primeiro plano a imagem de uma professora conduzindo pelas suas mãos uma criança, criança que por sua vez, porta a bandeira nacional, o futuro da nação é representado pelas novas gerações do país. Em segundo plano, a banda que é portadora de uma das características mais presentes nos desfiles cívicos. Assim, as imagens que pertencem ao álbum da Escola Estadual de Ensino Fundamental Justino Alberto Tietboehl refletem que “por meio de comemorações, símbolos e ritualização ainda hoje mantidos,”91 formatou-se um ideário de uma memória nacional.




FIGURA 9 – A Morte Do Leão Na Escola Estadual De Ensino Fundamental Justino Alberto Tietboehl.

Dimensões 18 cm x 12 cm.



Ano: de 1971.


1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   14


La base de datos está protegida por derechos de autor ©absta.info 2016
enviar mensaje

    Página principal